MICROFISIOTERAPIA

A Microfisioterapia é uma técnica de terapia manual que consiste em identificar a causa primária de uma doença ou sintoma e estimular a auto-cura do organismo. A técnica foi desenvolvida na França em 1983 pelos fisioterapeutas e osteopatas Daniel Grosjean e Patrice Benini. Seu embasamento técnico iniciou-se pelos estudos da embriologia, filogênese e ontogênese. Com essas informações, desenvolveram mapas corporais específicos  e gestos manuais específicos e suaves que permitem identificar a causa primária de uma doença ou disfunção, promovendo o equilíbrio e manutenção da saúde. Mapearam o corpo em vias, níveis e pontos que permite ir desde uma área de bloqueio, ou de perda de mobilidade do tecido corporal, até os níveis de liberação dessas áreas que são ativados de acordo com cada tecido embrionário.

A Microfisioterapia tem como base quatro princípios

1-Autopoiese – Capacidade do organismo de fazer algo por si mesmo, para ele mesmo. Capacidade de auto- cura como aptidão natural de todo organismo vivo.

2-Correção Homeopática – A Microfisioterapia e a homeopatia seguem a melhora gradativa em um processo de superação do sintoma.

3-A Similitude – As leis da cura pelo semelhante. Representado pelas mãos do terapeuta na aplicação da técnica como um instrumento semelhante ao corpo do paciente.

4-O Infinitesimal – Palpação terapêutica manual mínima.

Qual objetivo da Microfisioterapia?

A Microfisioterapia ajuda o corpo a eliminar traumas que estão guardados na memória celular e que o impedem de funcionar de maneira adequada.

Nosso corpo luta todos os dias contra as agressões de diferentes naturezas e intensidades. Normalmente nosso organismo faz uma  autocorreção sem que se perceba. Mas, se as agressões forem muito fortes ou não reconhecidas pelo corpo, este não reagirá de forma eficaz, deixando à nível tecidual uma memória do acontecimento. Um acúmulo dessas memórias pode fazer com que apareça uma dor, uma doença se desenvolva e torne o corpo incapaz de lutar.

A Microfisioterapia ajuda na eliminação dessas memórias, fazendo com que o corpo recupere suas capacidades de auto-cura, mesmo após vários anos.

A Consulta de Microfisioterapia

Para a consulta são indicadas o uso de roupas mais leves. O profissional, após tomar conhecimento das razões da consulta, queixas do paciente e avaliá-lo, pede a ele que se deite sobre uma maca. O ambiente se necessário, deve se climatizado para conforto do paciente. A partir disso, inicia-se o processo de identificação das memórias através de toques sutis e, após identificadas, estimula-se o corpo em pontos específicos de modo a informá-lo da presença dessas cicatrizes.

Sendo assim, dá-se início ao processo de eliminação definitiva das memórias prejudiciais ao organismo.

Após a sessão o corpo precisa de um tempo para se reorganizar e realizar a autocorreção. E para que isso aconteça por completo, é necessário aguardar um intervalo de 30 a 40 dias antes de uma nova consulta. Após a segunda consulta, pode haver um espaçamento maior de 50 a 90 dias. Este intervalo será definido de acordo com cada caso.

Os resultados são percebidos desde a primeira consulta, no entanto, o número de atendimentos necessários será definido pela patologia apresentada e pela evolução de cada paciente.

Lembrando que se trata de uma técnica e, portanto, como em qualquer outro procedimento ou tratamento, os resultados são distintos em cada paciente.

O tempo de consulta, em média, 60 min a 90 min, divididos entre a coleta de dados iniciais, o atendimento em si e as considerações finais.

De forma preventiva pode-se realizar uma sessão por ano, ou a cada 6 meses, ou quando tiver algum novo sintoma agudo.

Quanto tempo dura o tratamento e qual a peridiocidade das consultas?

Após a sessão o corpo precisa de um tempo para se reorganizar e realizar a autocorreção. E para que isso aconteça por completo, é necessário aguardar um intervalo de 30 a 40 dias antes da segunda consulta. Após a segunda consulta, pode haver um espaçamento maior de 40 a 90 dias. Este intervalo será definido de acordo com cada caso, pois cada organismo vai reagir de uma maneira diferente ao tratamento.

As variáveis são múltiplas e cada organismo apresenta um ritmo de resistência e propensão à melhora e/ou cura.

Os cuidados pós a consulta como se hidratar, cuidar da respiração e seguir as demais orientações específicas em cada caso, são imprescindíveis para um bom resultado.

As patologias crônicas, podem necessitar de um número maior de consultas e existem casos em que a patologia tratada não apresenta grande evolução porque a lesão específica está em outros campos de investigação.

Em geral, na primeira consulta os resultados já são percebidos e, em média o tratamento pode durar entre três a cinco consultas.

Quem pode fazer a Microfisioterapia?

A Microfisioterapia é um método não invasivo, que respeita os limites do organismo e, portanto, pode ser realizada em qualquer idade (inclusive recém- nascidos, portadores ou não de necessidades especiais), jovens, adultos e idosos.

A Microfisioterapia tem alguma contra-indicação?

Não. A Microfisioterapia é um método não invasivo, que respeita os limites do organismo e, portanto, pode se aplicado desde o bebê até o idoso, sem contra- indicação. Não se opõe à medicina de emergência (drogas, cirurgias,m etc). Esta técnica não age diretamente no sintoma como um medicamento de emergência, mas sim em sua causa, por isso ambos são complementares.

Posso realizar o tratamento de Microfisioterapia simultaneamente a outras terapias?

Sim. A Microfisioterapia pode ser realizada simultaneamente a outros tratamentos, sejam eles físicos, psíquicos, com outras técnicas fisioterápicas ou tratamento medicamentoso.

Quando devo procurar o tratamento através da Microfisioterapia?

Sob aspecto terapêutico, você deve procurar a Microfisioterapia quando sentir que algum órgão não está funcionando bem ( constipação intestinal, azia, problemas urogenitais, etc) .Quando algum tipo de dor aparecer ( lombalgia, ciatalgia, cervicalgia, etc) e/ou quando detectada alguma instabilidade emocional ( depressão, ansiedade, tristeza, angústia, irritabilidade, alteração de humor,distúrbio do sono, medo exagerado, etc).

É importante ressaltar que a Microfisioterapia também é uma técnica preventiva e que promove a saúde e o bem-estar.

Portanto, se você não se encontra numa condição de bem-estar, você apresenta indicação para a técnica, pois existe algum desequilíbrio no seu organismo.

Cuidados após a Microfisioterapia

Após a Microfisioterapia, faz-se necessário ingerir grande quantidade de líquidos, especialmente água, para hidratação e limpeza das células. A respiração lenta e profunda é importante para melhor oxigenação celular.Horas de sono adequado, ajudam no processo de reparação do corpo.

Esses cuidados irão facilitar o trabalho do organismo e potencializar a eficácia da terapia.

Reação após a Microfisioterapia

Eventualmente, podem ocorrer reações físicas ou orgânicas como sonolência, cansaço, 24 a 72 horas após a consulta. Na maioria das vezes, recomenda-se repouso físico para reparar a sensação de cansaço. O cansaço deve-se ao processo de resolução ou limpeza do organismo e, em geral, desaparece em poucas horas.

A sensação de bem-estar e equilíbrio também pode ser perceptível ao paciente desde o primeiro momento.